segunda-feira, fevereiro 12, 2007

Porque sim!

No outro dia encontrei aquela velha caixa de sapatos, dentro dela tinha uma incontável variedade de folhas de blocos coloridos...Na altura que as coleccionava usava botas ortopédicas e fazia colecção de bichos de conta e folhas coloridas. Numa delas (confesso que talvez numa das mais vulgares) encontrei um verso velhinho:

"Gosto de ti porque gosto, gosto de ti porque sim, gosto de ti se disseres, que também gostas de mim"

O cheiro da folha passou, a cor está gasta todavia o verso continua a ter alma e a dizer-me:
O amor naquela altura era também verdadeiro...Um poema não tem prazo de validade e guarda-se sempre dentro de uma caixinha...Tal e qual como no nosso coração

3 comentários:

João Cordeiro disse...

Também eu tenho poemas guardados numa caixinha do tempo dos bichos da seda.
Adorei.


http://www.sonhadoremfulltime.blogspot.com/

Carla disse...

Quando se ama, mas quando se ama mesmo, nunca se esquece esse amor, antes, converte-se a um outro estádio, bem guardado em nosso coração para a eternidade!

Beijos

http://soulme.motime.com/

murphy disse...

Ohh minha amiga:) para além de essas recordações bonitas, encontrei uma outra religiosamente guardada:) um velhinho cd.. que diz "songs of sophy" ainda te lembras?
bjokas